Como Sarah usou o bitcoin para economizar para sua mudança para a Europa

Sarah nasceu em Cidade do Cabo, África do Sul, e mudou-se para Joanesburgo após seus estudos universitários. Agora ela vive na Europa e trabalha como Head de Marketing em uma startup de tecnologia.

“Quando eu morava na África do Sul, eu economizava um pouco de bitcoin todos os meses. Quando me mudei para a Europa, foi fácil trazer minhas economias de bitcoin comigo e usá-las para começar uma nova vida.”

“Eu conheci o bitcoin através dos meus colegas de trabalho”

Sarah não tinha muito interesse pelo bitcoin até uma conversa com um amigo mudar sua opinião. Eles estavam discutindo como economizar para sua planejada mudança para a Europa. “Todas as minhas economias estavam em rand sul-africano”, explicou ela. “Eu estava com medo de que o aumento dos preços e as flutuações na taxa de câmbio pudessem corroer seu valor.”

Sarah descobriu que poderia obter um pouco de bitcoin todos os meses e guardá-lo em uma carteira digitalGo to /blog/articles/the-beginners-guide-to-bitcoin-wallets page em seu celular. “É realmente fácil obter pequenas quantidades de bitcoin com a Azteco”, disse Sarah. “Você nem precisa de uma conta bancária ou passaporte.”

“O bitcoin me ajudou a mudar da África do Sul para a Europa”

Quando chegou a hora de sua mudança para a Europa, Sarah não precisou se preocupar em fazer pagamentos por transferência bancária para transferir suas economias. “Meu bitcoin estava seguro em uma carteira digital no meu celular”, disse Sarah. “Eu não precisei de permissão de ninguém para trazer essas economias para outro país”.

Assim que Sarah chegou à Europa, ela conseguiu abrir uma conta bancária e transferir parte de suas economias em bitcoin para um depósito de aluguel. “Meu parceiro é da Europa, então foi fácil para nós abrir uma conta bancária”, explicou ela. “Mas ainda assim, eu teria conseguido usar minhas economias em bitcoin mesmo que não tivesse uma conta bancária”.

“Agora toda minha família poupa em bitcoin”

A família de Sarah ainda mora na África do Sul e ela os visita regularmente. “Eles também começaram a economizar bitcoin todos os meses”, disse ela. “Eles podem comprar vouchers da Azteco com o troco das compras de supermercado e guardar o bitcoin em uma carteira no celular.”